sexta-feira, 13 de maio de 2011

Ser Alentejano


Fonte     e-mail recebido

10 comentários:

  1. Oi Jorge
    Bom voltar aqui depois do sufoco de imaginar perder o blog todo rsrs
    ainda bem que o prejuiso foi menor.
    e voltar à sua casa é sempre um prazer,mesmo
    distante assim posso enti-lo pelos seus olhares fotográficos e sua escrita .
    O Alentejo é meu sonho de consumo rs
    adoraria ver esses prados verdejantes , esse horizonte, essa várzea , ese chão...
    rs
    a inspiração dos poetas!
    um dia , quem sabe?
    abraços Jorge
    um bom fim de semana e que o Sr Blogger nao nos emcalacre mais rs

    ResponderEliminar
  2. Suas palavras são ditas por um patriota de coração,muito bonito suas palavras. Parabéns pelo teu blog, gostei de conhecer. Um Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Se tu o dizes eu acredito, pois é dito com intensidade
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Querido Amigo Jorge.
    Muito certo aquilo que diz. Nunca li ou ouvi definição mais correcta! Não basta nascer no Alentejo para se ser alentejano de coração. Esse nostálgico sentimento não se herda, é um dom com que a natureza nos contempla. Por isso, não é alentejano quem quer...

    Se calhar, há mais alentejanos nascidos fora do Alentejo, que para lá foram viver e aprenderam a amá-lo, do que muitos que lá nasceram e depois abalaram, deixando de sentir o apelo das vastas planícies. Que é que o Jorge, acha?

    Querido Amigo, desejo-lhe um resto de Domingo feliz.
    Beijo muito amigo.
    Janita

    ResponderEliminar
  5. Amigo Jorge!
    Ser cidadão é defender o seu smelhante e sua identidade! Adoro o Alentejo, os alentejanos e as anedótas sobre os alentejanos! Sem qualquer malicia, até porque é o povo mais unido e hospitaleiro que conheço em Portugal, pois fiz muitos bailes no Alentejo e sempre fui muito bém recebido.
    No Alentejo sinto a alma em paz em plena tranquilidade!
    um abraço e boa semna.

    ResponderEliminar
  6. E não é que o compadre tem razão...
    Tem mesmo, acredite...

    Essa alma grande e esse coração nobre que sabe o que quer e vai onde se determina a viagem dos dias.

    Agradeço-te o carinho deixado no lidacoelho- bem hajas.

    ResponderEliminar
  7. Amigo , seguindo teu blog, um abraço e um ótimo começo de semana. Parabén grande texto.

    ResponderEliminar
  8. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Amigos/as!
    Grato pelas vossas opiniões encomiásticas [merecidas] sobre o Alentejo e o povo alentejano.
    O Alentejo é lindo! Há quem não troque os vastos horizontes do Alentejo por nada deste mundo.
    Acho que, embora tripeiro de raízes transmontanas, já assimilei hábitos alentejanos, adorando a paz e a tranquilidade que aqui se respira. E... o Sol alentejano? O Sol é uma dádiva do Alentejo a Portugal e aos portugueses, que dele usufruem ou queiram usufruir, visitando este Alentejo ensolarado.
    Quanto à gastronomia [excelente e única], vale mais experimentá-la que julgá-la, mas julgue-a quem não puder experimentá-la [como diria o poeta].
    Abraços e bom fim-de-semana para todos/as.

    ResponderEliminar