quarta-feira, 20 de novembro de 2013

" Os PescadoreS "


Alcandorada lá no alto dos penedos uma habitação singela está de atalaia.  Vigía o movimento dos barcos que aportam e saem do pequeno porto de pesca.


Os barcos repousam ao abrigo das tormentas que,  por vezes, os pescadores enfrentam na arte da faina de pesca, no imprevisível alto mar.

Os pescadores regressaram com a faina cumprida ao aconchego dos seus lares e tomam um banho da normalidade de viver.

Fotoautor: cajoco

26 comentários:

  1. Bonita foto e um texto que nos faz navegar e aportar.
    A faina tem muitos reveses em que os pescadores não pensam.
    Arriscam uma ida e regressam ao porto para se recomporem.
    De quando em vez, ouvem-se histórias incompletas de um regresso atribulado ou mesmo interrompido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os pescadores são moldados na dureza da vida na faina da pesca e, por vezes, parecem ignorar o perigo demasiado próximo, demasiado real.

      Eliminar
  2. Muito bonito ,os barcos ancorados de uma forma perceptível de descanso, apenas.
    Belíssimo!
    Que lindo o mar em Porto Covo, Jorge
    Encantada, deixo abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os barcos ancorados no seu porto de abrigo, são uma fonte de inspiração; aparentam uma serenidade desconhecida. Porto Côvo agradece o elogio.

      Eliminar
  3. Muito boas fotos, dedicada aos pescadores sua trabalho, é duro e exposto.

    Beijos

    http://ventanadefoto.blogspot.com.es/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade mesmo!!!
      Grato pela referência às fotos.

      Eliminar
  4. OI JORGE!
    LINDAS FOTOS, UM LUGAR MARAVILHOSO E UM POST INTERESSANTE.
    TUDO MUITO LEGAL.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As coisas mais simples, vistas de perto, são fora do comum.
      Obrigado pela sua opinião.


      Eliminar
  5. Jorge
    belas fotos para os textos que eu aprecio bastante.
    bom fim de semana.
    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  6. Tu tierra és un pequeño paraiso para los fotógrafos

    ResponderEliminar
  7. Preciosas fotos que muestran en estampas marineras, el reposo del trabajador del mar.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O repouso é necessário para retemperar forças e voltar ao mar, amigo José.

      Eliminar
  8. Oi Amigo,
    Essas foto são magnificas. O texto ficou excelente.
    Deixo um abraço e desejo de um ótimo fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Smareis! Esta visita foi uma graticante surpresa. Obrigado por tudo!

      Eliminar
  9. ¸.•°♪♬♫º°

    Depois de se arriscarem nas aventuras em alto mar... um banho de normalidade é sempre bem-vindo! As fotos são lindas mas, também como paisagens como essas... tudo é lindo!!!
    ❥ Bom fim de semana!
    Beijinhos.♩♫♬°º•.¸
    Brasil.°º✿

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um privilégio Portugal, ser um jardim à beira-mar plantado.

      Eliminar
  10. Que linda! Que belo refúgio...e a singeleza com que foram captadas e emolduradas por belas palavras.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato, Ana! É sempre bom receber elogios.

      Eliminar
  11. Fotos magnificas um texto sentido e verdadeiro a homens valentes, que arriscam tantas vezes a sua vida no mar e quase sempre por tão pouca recompensa financeira.
    Um grande beijinho
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão. O pundonor com que os pescadores enfrentam a rudeza da faina no mar, por vezes, traiçoeiro justifica uma melhor repartição dos ganhos.

      Eliminar
  12. Navegar é como sonhar, mas nada como ter os pés em terra...

    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Amigo mio.Mis faantasia no son muy buenas,solo intento que cada espectador defina sus puntos de vistas
    Saludos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As tuas fantasias são de encher os olhos, estimulam a nossa imaginação, admiro-as. Os pontos de vista têm que ser necessàriamente diferentes e ainda bem.

      Eliminar